Attack on Titan Wiki

FandomDesktop

Com a chegada do FandomDesktop ontem, muitos de vocês que optaram por começar agora a usar ela, podem perceber que a wiki tá meio estranha, e realmente está, estou trabalhando para resolver isso, por isso, peço paciência. Obrigado.

Leia mais sobre a FandomDesktop aqui.

E a wiki terá uma drástica mudança de aparência, por isso não estou tão ativo como eu era antes, obrigado novamente pelo seu tempo!

LEIA MAIS

Attack on Titan Wiki
Advertisement
Attack on Titan Wiki
Quote1 Fujam enquanto podem... seus destinos estão selados. Cada grande nação que perdeu representantes do governo neste massacre agora faz parte desta guerra. O mundo inteiro agora conhece a ameaça do Império Eldiano, assim como Willy Tybur havia planejado. Este mundo não pode mais permitir que nenhum de vocês viva. Quote2
— Comandante Theo Magath contempla as consequências inevitáveis do ataque da Ilha Paradis[1]

O ataque a Liberio (レベリオの奇襲 Reberio no Kishū?) foi um ataque surpresa lançado pela Divisão de Reconhecimento contra o Exército de Marley durante um festival organizado pela família Tybur em Liberio.

Prelúdio[]

Os Voluntários Anti-Marleyanos[]

Em 851, Zeke Yeager enviou Yelena e Onyankopon dos Voluntários anti-Marleyanos em uma missão de infiltração.[2] Eles se integraram como parte da tripulação de um navio de Marley que foi para Paradis. Quando o navio foi capturado pela Divisão de Reconhecimento, Yelena matou o capitão e concordou com a sugestão de Hange Zoë de falar. Os dois soldados então compartilharam seus conhecimentos e tecnologia com a Divisão de Reconhecimento.[3]

Todos os três ramos do Exército Real de Paradis se encontraram e discutiram as estipulações de Zeke para ganhar sua cooperação. Eren explicou que Zeke descobriu como eles podem usar o Titã Fundador sem serem controlados pelo voto de renuncia à guerra, já que Eren poderia ativar o Titã Fundador sem ser um descendente da família Fritz, desde que ele estava em contato com um titã de sangue real. Ao saber disso, Hange decidiu trabalhar com os Voluntários Anti-Marleyanos.[4]

Com a ajuda deles, a Divisão de Reconhecimento capturou os outros navios de pesquisa que Marley enviou para Paradis e conseguiu comandá-los para o comércio com outras nações através do mar.[5] Com o tempo, a Divisão de Reconhecimento foi capaz de fazer amizade com alguns dos Marleyanos capturados e seus engenheiros foram capazes de ajudar no rápido crescimento de Paradis em tecnologia na preparação para levar a batalha para Marley.[6]

Nações em declínio[]

Marley meeting looks skyward

Os militares de Marley consideram a ameaça de combate aéreo

Três anos depois, em 854, o Titã Blindado sofreu uma quase derrota sem cerimônia nas mãos da artilharia anti-Titãs das Forças Aliadas do Oriente Médio, servindo como um lembrete sombrio para os Marleyanos que a era dos Titãs estava chegando ao fim. Após a vitória de Marley sobre os Aliados, os líderes das Forças Armadas de Marley se reuniram para discutir a aparente ameaça à sua influência global. O Comandante Theo Magath, observando a marinha superior dos Aliados na guerra recente, era de opinião popular que confiar no poder dos Titãs não poderia mais garantir a vitória na guerra terrestre, especialmente dado ao advento das aeronaves militares que tornariam os Titãs completamente obsoletos em batalha.[7]

Fingindo lealdade a Marley, Zeke propôs o plano de concentrar os esforços de Marley em tomar o Titã Fundador a fim de obter uma vantagem na guerra baseada em Titãs, enquanto simultaneamente fazia esforços para melhorar o armamento convencional. Como seu mandato como Titã Bestial se aproximava de seu último ano, Zeke desejava completar esse objetivo sozinho no curto período de tempo que lhe restava de vida antes de passar seu poder ao candidato a Guerreiro, Colt Grice. Essa proposta apaziguou o general Calvi, que garantiu a Zeke que seu plano seria transmitido ao partido governamental de Marley. No entanto, havia outros assuntos na mente de Zeke relacionados ao fim iminente da era Titã.[8]

Zeke holds a meeting with the warriors

Zeke se reúne com os guerreiros

Ao retornar para Liberio, Zeke reuniu os Guerreiros para discutir o destino da raça Eldiana. Dado o declínio da praticidade do armamento dos Titãs, esse declínio se aplicaria inevitavelmente aos Eldianos que serviram como base para o poder dos Titãs. Uma vez que os Titãs sobrevivam ao uso, a existência contínua e a segurança garantida da raça Eldiana estaria em grande risco em Marley e no mundo em geral.[9]

A família Tybur, uma família de aristocratas Eldianos em Marley e os guardiões do Titã Martelo de Guerra, resolveria essa ameaça agindo como porta-vozes de Eldia e Marley. Durante o festival que aconteceria em Liberio, jornalistas e embaixadores de todo o mundo se reuniam para ouvir as palavras da família Tybur, que marcaria a Ilha Paradis como a maior ameaça à paz mundial e garantiria a queda da ilha em um ano. Com esta estratégia, a segurança da raça Eldiana e o domínio contínuo de Marley sobre o mundo seriam garantidos.[10]

Um novo Helos[]

Willy discusses his family's history with Marley

Willy e Magath discutem o estado de sua nação

Logo depois, a família Tybur chegou a Liberio, onde o Comandante Magath se encontrou com Willy Tybur, o chefe da família. Juntos, os dois discutiram o estado de declínio de sua nação, comparável à lenda vazia de Helos o matador do Diabo, e o sofrimento do povo Eldiano, ambas as crises que a família Tybur era de alguma forma responsável por.[11]

Como Magath havia suspeitado, a família Tybur agia como o verdadeiro chefe governante de Marley, embora tanto em questões de política militar de Marley quanto na subjugação dos Eldianos, os Tyburs permanecessem observadores não envolvidos. Desejando corrigir esses erros, uma aliança foi firmada entre o Comandante Theo Magath e o Lorde Willy Tybur para salvar Marley e Eldia da destruição.[12]

Willy congratulates Magath

Willy e Magath planejam substituir os chefões

Ao longo do mês seguinte, à medida que os preparativos para o grande festival do Libério estavam em andamento, Tybur e Magath começaram a conspirar contra o alto escalão do exército marleyano, a maior ameaça ao avanço de Marley e à paz dos Eldianos. Pelas investigações de Magath, os líderes das Forças Armadas de Marley tinham se tornado "envelhecidos" como a estrutura de uma casa mal cuidada que exigia demolição em grande escala. Diante dessa necessidade, o Comandante Magath foi colocado em uma posição que o tornaria o general das forças armadas de Marley, caso fosse necessário. No entanto, apesar das demolições necessárias pelos militares, alguns dos "postes" da estrutura ainda eram utilizáveis e o informaram de ratos que se infiltraram na casa.[13]

Infiltração[]

Falco confides in Eren

Falco conhece "Kruger"

Em algum momento durante a Guerra do Oriente Médio em Marley, Eren Yeager havia se infiltrado na Unidade Eldiana do Comandante Magath disfarçado de um soldado chamado "Kruger," presumivelmente agindo sob suas próprias decisões e não sob as ordens de seus superiores. Nos primeiros dias após a guerra, Eren manteve uma vigilância apertada sobre os Guerreiros, particularmente Reiner Braun, e começou a ter pena dos Eldianos pela subjugação que enfrentaram no continente.[14]

Depois de retornar a Liberio, Eren fingiu um trauma psicológico e foi enviado para se recuperar com outros soldados feridos em um hospital.[15] Neste hospital, Eren conheceu o cadete guerreiro Falco Grice, que se tornou seu conhecido próximo.[16] Alegando enviar correspondência para sua família, Eren usou Falco como um meio de enviar mensagens para seus aliados no Divisão de Reconhecimento que estavam procurando para ele.[17] Esta correspondência continuaria ao longo do mês seguinte, antes do festival de Liberio.[18]

Willy and Magath agree with the plan

Willy e Magath se preparam para o futuro

Embora os detalhes da infiltração fossem confusos, o Comandante Magath e Willy estavam bem cientes dos espiões espreitando em sua terra natal. Dado o conhecimento de que 32 navios batedores enviados para a Ilha Paradis desapareceram nos últimos três anos, suspeitou-se que as forças da Ilha Paradis estavam trabalhando.[19]

Percebendo uma oportunidade para a ascensão de Magath ao poder, Willy sugeriu agrupar as autoridades indesejáveis do exército Marleyano durante a próxima produção para servir de isca para quaisquer agressores que possam surgir. O partido de Marley concederia a Magath autoridade total para selecionar quaisquer oficiais que ele desejasse que fossem a autoridade em seu exército recém-reconstruído.[20]

Magath desconfiava do plano, observando que muitos inocentes morreriam e a vida de Willy também estaria em grande risco, caso a produção do festival fosse atacada. Essas perdas seriam necessárias aos olhos de Willy, que acreditava que o mundo não ficaria do seu lado se ele escapasse sozinho de qualquer desastre. Com a isca definida, o festival estava pronto para prosseguir.[21]

Ao abrir das cortinas[]

Porco and Pieck led to a trap

Galliard e Pieck são presos

Na noite do festival Liberio, os preparativos feitos entre Magath e Lorde Tybur estavam em andamento. Conforme planejado, o General Calvi e a liderança dos militares Marleyanos foram agrupados perto do palco enquanto embaixadores e jornalistas de todo o mundo estavam reunidos para testemunhar a produção do palco planejada por Willy.[22] nos telhados, o Comandante Magath supervisionou a produção do palco enquanto recebia notícias de atividades suspeitas de seus subordinados.[23] Artilharia Anti-Titã também foi colocada nos telhados.[24]

Neste momento, a Divisão de Reconhecimento começou a agir das sombras contra Marley, enviando uma espiã para prender Porco Galliard e Pieck, o Titã Mandíbula e o Titã Quadrúpede respectivamente, longe do local da produção.[25] Este mesmo espião mandou Zeke Yeager para longe da área do festival, embora Zeke não tenha sido levado com Pieck e Galliard. Suspeitando de más intenções, Pieck informou sua Unidade Panzer do estranho comportamento do soldado, dizendo-lhes para segui-la. Depois de ser conduzido para dentro, o espião prendeu Pieck e Galliard em um fosso profundo onde eles não puderam se transformar em seus Titãs.[26] Notícias de seus desaparecimentos logo chegaram a Magath, que mobilizou as tropas de reserva.[27]

Willy laments Eldia's survival

Willy relata as atrocidades de Eldia

Em outro lugar, Eren pediu a Falco para levar Reiner Braun até ele em uma sala no porão atrás do palco de Liberio, deixando o público desprovido de quaisquer Guerreiro com o poder dos Titãs.[28] Chocado ao ver Eren em sua cidade natal após quatro anos, Reiner ouviu com cautela a ameaça de Eren de se transformar no porão e assassinar os civis no prédio acima, ouvindo a produção. Nesse momento, a produção de palco de Willy começou.[29]

Recontando as atrocidades do antigo Império Eldiano, Willy lembrou seu público dos horrores trazidos pelos Titãs e da vitória triunfante de Marley sobre os Eldianos na Grande Guerra dos Titãs cem anos atrás.[30] No entanto, Willy aproveitou esta oportunidade para revelar a verdade da Grande Guerra dos Titãs que ele aprendeu ao herdar a liderança da família Tybur: a queda de Eldia veio de dentro nas mãos do Rei Karl Fritz que conspirou com os Família Tybur para destruir Eldia e colocar Marley no poder.[31]

Eren transforms in front of Reiner and Falco

Eren se compromete com seu dever

Com a verdade da queda de Eldia tornada pública, Willy declarou a Ilha Paradis como a maior ameaça à paz no mundo: o Titã Fundador que havia garantido o pacifismo dos Reis Murados estava agora nas mãos de Eren Yeager, que poderia usar o Titã Fundador por meio de métodos desconhecidos por Marley.[32][33] Neste momento de desespero, Willy pediu a união dos exércitos do mundo para acabar com a ameaça da Ilha Paradis e inaugurar uma nova era de paz.[34] Finalmente entendendo quem eram seus verdadeiros inimigos, Eren revela que se viu em Reiner e teve pena dele. Pegando Reiner pela mão, Eren se comprometeu a continuar seu avanço até que seus inimigos fossem destruídos.[35]

Referências[]

  1. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 102 (p. 2 & 3) — Lançamento do Volume.
  2. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 106 (p. 17)
  3. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 106 (p. 8-12)
  4. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 106 (p. 18-25)
  5. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 106 (p. 26-31)
  6. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 106 (p. 34)
  7. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 93 (p. 1 - 6)
  8. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 93 (p. 6-9)
  9. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 95 (p. 9 - 13)
  10. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 95 (p. 14 - 18)
  11. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 97 (p. 33 - 40)
  12. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 97 (p. 40 - 42)
  13. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 98 (p. 13 - 16)
  14. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 100 (p. 26)
  15. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 94 (p. 13 - 15)
  16. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 97 (p. 24 - 30)
  17. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 97 (p. 44 & 45)
  18. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 98 (p. 17)
  19. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 93 (p. 14)
  20. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 100 (p. 2 & 3)
  21. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 100 (p. 3 - 7)
  22. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 99 (p. 14)
  23. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 99 (p. 28)
  24. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 101 (p. 28)
  25. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 99 (p. 15)
  26. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 99 (p. 29 - 32)
  27. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 100 (p. 10)
  28. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 98 (p. 41 - 45)
  29. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 99 (p. 5 - 8, 16 - 19)
  30. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 99 (p. 20 - 26)
  31. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 99 (p. 34 - 42)
  32. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 99 (p. 43 - 45)
  33. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 100 (p. 14)
  34. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 100 (p. 31 - 34)
  35. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 100 (p. 34 - 39)

Navegação[]

Eventos Eventos(Anime)

Advertisement