Eu sou Historia Reiss, a verdadeira governante destas Muralhas.
— Historia no Distrito de Orvud proclamando-se como a verdadeira rainha.[1]

Historia Reiss (ヒ ス ト リ ア ・ レ イ ス Hisutoria Reisu?) é a atual Rainha das Muralhas. Ela também é filha ilegítima do nobre Rod Reiss e o último membro remanescente da família real Reiss. Ela foi criada isolada em uma das propriedades da família Reiss até a queda da Muralha Maria.

Pouco depois, sua mãe foi assassinada em sua frente, e Historia foi coagida a renunciar a seu nome e a não reivindicar a herança Reiss, assumindo a nova identidade de Krista Lenz (ク リ ス タ ・ レ ン ズ Kurisuta Renzu?), e entrar no Exército Real, que esperava-se que resultasse em sua morte.

Em grande parte graças à influência de Ymir, ela se formou como o 10º melhor soldado dentro do 104º Esquadrão de Recrutas e se juntou a Divisão de Reconhecimento. Ela finalmente recuperou seu verdadeiro nome, tornando-se um importante trunfo para o Reconhecimento e chegando ao trono após o sucesso da revolução contra o governo.

Características

Aparência

Historia é uma jovem pequena e a menor em estatura do 104º Esquadrão de Recrutas, do qual se origina o elenco central. Ela tem longos cabelos loiros, grandes olhos azuis e um rosto em formato de coração; originalmente, ela geralmente usava o uniforme padrão da Divisão de Reconhecimento. Historia é conhecida por ser muito fofa; isso, junto com sua bondade, às vezes fazia com que seus colegas se referissem a ela como um anjo ou deusa. É sugerido que muitos dos meninos de sua classe a adoram. Durante as expedições, ela usava o cabelo em um rabo de cavalo baixo e vestia a tradicional capa verde do Reconhecimento.

Após sua coroação como rainha, Historia altera seu traje cotidiano, presumivelmente para se conformar com as reuniões da corte. Ela tem o cabelo preso em uma prega arrumada, repartida ao meio na frente. Seu traje consiste em um casaco de cor clara, bem como uma jaqueta combinada com calças da mesma cor. Por baixo da jaqueta, ela usa uma camisa branca de mangas compridas e botas escuras. Em ocasiões especiais, como cerimônias, Historia ostenta um vestido claro sem ombros coberto por uma capa esvoaçante, usando sandálias e sua coroa.

Personalidade

Em sua persona Krista, Historia é geralmente muito tímida, gentil e incerta sobre como interagir com os outros (provavelmente devido ao seu isolamento quando criança). No entanto, Ymir observa que o desejo de Historia de mostrar bondade para com os outros decorre não apenas do desejo de ganhar sua estima, mas também das pessoas ao seu redor: ser vista como uma boa pessoa. Isso provavelmente se deve ao fato de ela não ter tido a estima dos outros quando criança e ter sido criada para acreditar que foi um erro infeliz.

A manifestação mais forte dessa tendência são as inclinações suicidas severas e repetidas de Historia; ela expressa o desejo de morrer de uma maneira que os outros não a odeiem por ter existido, falem dela e se lembrem dela favoravelmente. Um excelente exemplo é a tentativa de Historia de arrastar o Daz ferido para um local seguro durante uma nevasca. Se Ymir não tivesse decidido ajudar sem avisar, Historia e Daz teriam morrido congelados. Isso se deveu à sua criação, acreditando-se um erro e esperando que, ao morrer, ninguém a odiasse.

Historia mostra seu verdadeiro eu vazio

Após Ymir a abandona-la, partindo com Reiner e Bertolt, Historia perde a esperança que a revelação de seu nome parecia produzir nela. Ela regride a um desinteresse enfadonho por qualquer coisa que esteja acontecendo ao seu redor, sem saber como agir. Ela afirma que enquanto a persona Krista Lenz era uma pessoa gentil e profundamente carinhosa, a verdadeira História está vazia por dentro. Embora Eren Yeager diga a ela que ela parece mais genuína e "menos assustadora" agora, ela continua a se considerar sem qualquer natureza ou identidade verdadeira.

No entanto, durante o golpe de estado, Historia começa a acreditar lentamente em si mesma e desenvolver força, desafiando seu pai e depois matando-o e seguindo a ideia de Dimo Reeves de socar o soldado mais forte da humanidade. Como sua personalidade 'Krista', ela desenvolve bondade ao libertar Eren e abrir o orfanato, desenvolvendo sua própria personalidade.

História

Historia nasceu como filha ilegítima e não reconhecida de Rod Reiss, chefe da família Reiss e os verdadeiros monarcas das Muralhas.[14] Sua mãe, Alma, era uma serva na casa do Rod que mais tarde se tornou sua amante e confidente.[15][16] Depois que sua mãe ficou grávida, ela voltou para uma fazenda onde sua família trabalhava no norte da Muralha Sheena, onde Historia nasceu.[17]

Historia foi então criada na fazenda que pertencia e era administrada pela família Reiss. Sua mãe estava deliberadamente distante dela, gastando muito de seu tempo lendo ou saindo da propriedade à noite em carruagens. Ela nunca participou de trabalhos na propriedade e parecia ter alguma outra fonte de renda. Embora os avós maternos de Historia falassem com ela para ensiná-la a trabalhar, sua mãe não interagia com ela.[18]

Somando-se ao seu isolamento, as outras crianças fora da propriedade atiravam pedras nela[8] e ela não tinha permissão para sair.[19]

Frieda apagou a memória de Historia

No entanto, sua meia-irmã Frieda Reiss a costumava visitá-la em segredo. Historia não sabia que Frieda era sua meia-irmã legítima, mas se lembra dela como sendo sua irmã mais velha. Ela ensinou Historia a ler e encorajou ainda mais seu desenvolvimento pessoal na esperança de se tornar uma garota gentil que todos amariam.[20] Ela repreendia Historia por não ser mais feminina, mas ficava angustiada quando a garota falava dela como um modelo ideal de uma dama adequada. Depois de cada reunião, Frieda modificava as memórias de Historia usando o poder do Titã Fundador que ela possuía, e Historia esqueceia muitas dessas interações e sua existência, exceto quando as memórias fossem acessadas subconscientemente durante os sonhos. No entanto, Historia esqueceria esses sonhos ao acordar.[21]

Historia foi rejeitada por sua mãe

Enquanto crescia, ela começou a ler todos os livros que podia encontrar, incluindo aqueles que retratavam a relação típica entre uma mãe e seu filho, fazendo com que Historia questionasse sua própria relação com a mãe e desejasse entender como era ter contato físico significativo com sua mãe. Isso levou a uma tentativa de abraçar sua mãe, resultando em um tapa violento e fazendo sua mãe lamentar abertamente que ela não teve a coragem de matar Historia quando ela nasceu. Embora machucada e ensanguentada, Historia sentiu felicidade porque era a primeira vez que sua mãe falava com ela.[22]

Após este incidente, ela não veria nem interagiria com sua mãe novamente por vários anos. Durante esse interlúdio, ela veio a entender sua posição na casa dos Reiss, particularmente que ela era considerada por aqueles ao seu redor como uma maldição e um fardo grave para sua família; embora ela não entendesse o motivo de seu tratamento e rejeição. O único consolo em sua vida na propriedade eram os animais sendo criados, proporcionando-lhe um meio de companhia.[22]

Enredo

Arco da Queda de Shiganshina

Dias depois da queda da Muralha Maria, Rod Reiss chega à propriedade com sua mãe para ver Historia e levá-la para a casa dos Reiss de maneira adequada; presume-se que Historia seria assim reconhecida como uma criança e herdeira da família Reiss. Enquanto tentam evacuar, são cercados por soldados não identificados do Primeiro Esquadrão do Interior da Brigada de Polícia Militar, que procuram remover as manchas no sobrenome Reiss. Eles confrontam Rod sobre a identidade de Historia e sua mãe. Rod, por sua vez, nega qualquer relação com eles. Um dos soldados, Kenny Ackerman, restringe Alma e a mata enquanto ela tenta desesperadamente negar ser a mãe de Historia e sua existência. Seu último testamento antes de ter sua garganta cortada é olhar para sua filha e dizer friamente que ela gostaria de nunca ter dado à luz a ela.[23] Os soldados então se preparam para matar Historia também, mas Rod intercepta seus esforços oferecendo um arranjo alternativo: se ela desaparecesse da casa dos Reiss, assumisse um novo nome e identidade antes de se alistar como soldado, isso significaria eles não precisariam matá-la. Os soldados concordam com isso, e Rod dá a ela o novo nome de "Krista Lenz".[5]

Devido à influência de Frieda Reiss, Historia é capaz de usar uma persona que ela própria criou para ser altruísta e gentil com as pessoas ao seu redor. É essa persona que ela usa ao entrar no exército; em seu íntimo, entretanto, ela é uma a casca vazia, melancólica, incerta de sua verdadeira natureza, personalidade, de seu propósito e significado no mundo.[24]

Arco do 104º Esquadrão de Recrutas

Historia durante a primeira noite dela no campo de treinamento

Após o cataclismo do Titã Colossal rompendo a Muralha Maria, Historia vive em um campo de refugiados antes de atingir a idade mínima para poder se alistar como recruta.[25]

Em sua primeira noite como recruta, Historia foge depois de jantar para levar um pão e um pouco de água para Sasha Blouse enquanto está terminando sua punição por comer durante a iniciação dos recrutas. Outra recruta, Ymir, se aproxima dos dois, querendo saber por que Historia está ajudando Sasha, e Historia afirma que ela só quer ser útil para seus colegas. Ymir ajuda Historia a devolver Sasha ao seu beliche, mas deixa claro que ela usará o evento para tirar vantagem de Sasha.[26]

Mais tarde, durante o treinamento, Historia está passando um tempo com Ymir e Sasha quando Ymir confronta Sasha sobre falar em um tom excessivamente educado, ao invés do dialeto de sua casa. Quando Ymir começa a criticá-la por isso, Historia a repreende e afirma que Sasha deve falar do jeito o que quiser.[27]

Em algum momento durante o treinamento, os recrutas do 104º Esquadrão de Recrutas realizam um exercício de treinamento em tempestade de neve, chegando a uma base no sopé de uma montanha. Depois que seu colega Daz perde a consciência durante o treinamento, Historia decide tentar puxar seu corpo em uma cama, apesar dos protestos de Ymir. Ymir argumenta que eles só sobreviverão se abandonarem Daz e seguirem para a base juntos, mas Historia insiste que todos eles sobreviverão se Ymir for à frente dela. Percebendo que Historia não pediu ajuda durante todo o curso, Ymir deduz que Historia não tem intenção de salvar Daz nem a si mesma, e que ela está usando a situação como uma desculpa para buscar seu próprio fim heroico.[28]

Ymir revela que está ciente do verdadeiro passado de Historia, tendo ouvido oficiais do Culto das Muralhas discutindo sua existência. Historia pergunta se Ymir se juntou ao Esquadrão de Recrutas para encontrá-la, e Ymir propõe que pode ser devido ao passado delas ser semelhante. Historia pergunta se Ymir originalmente queria fazer amizade com ela, mas Ymir disse que elas não são nada parecidas, já que Ymir manteve seu antigo nome após começar uma nova vida, porque abandonar seu nome seria admitir a derrota. Vivendo para si mesma, ela roubou o poder de seus inimigos. Ymir repreende Historia por procurar a morte ao invés de direcionar seus sentimentos para seus inimigos, e Historia diz que não há mais nenhuma maneira de os três sobreviverem à missão.[29]

Ymir leva Historia a um penhasco com vista para a base no sopé da montanha e propõe jogar Daz sobre a borda para que ela e Historia possam chegar à base com vida enquanto Daz pode ser procurado mais tarde. Quando Historia se opõe, Ymir toma uma atitude usando suas próprias mãos e a joga em um banco de neve. Quando Historia escapa da neve e retorna ao penhasco, Ymir e Daz não estão em lugar nenhum.[30]

Quando Historia chega ao sopé, ela avista Ymir fora da base. Ela pergunta sobre Daz, e Ymir mostra a ela que Daz estava seguro dentro de casa. Ao olhar de cima para baixo o penhasco, Historia vê que tal descida seria impossível sem uma corda. Ymir decide revelar a Historia como ela salvou Daz, mas apenas se ela prometer viver por seu nome verdadeiro quando seu segredo eventualmente se tornar conhecido por todos.[31]

Após seu treinamento e graduação subsequentes, ela é classificada como a 10ª em total de 104 posições; uma classificação abaixo de Sasha Blouse (mais tarde, Historia afirmou que recebeu a décima posição de Ymir).[32]

Arco da Batalha pelo Distrito de Trost

Durante a Batalha do Distrito de Trost, o esquadrão de Historia encontra Armin em um estado catatônico, após a morte de seus companheiros de esquadrão. Quando Connie e Ymir entram em uma briga sobre deixá-lo ou não, Historia os separa, dizendo que a morte de seus companheiros os aborreceu. Quando Armin sai de repente, o esquadrão de Historia continua avançando através de Trost.[33]

Mais tarde, enquanto aguardava novas ordens juntamente com seus colegas recrutas, Historia ouve Connie contar como ele e os outros recrutas conseguiram reabastecer no quartel-general militar.[34]

Arco da Titã Fêmea

Os recrutas se juntam a Divisão de Reconhecimento

Como ordenado, após a batalha do Distrito de Trost, ela mostra seu dispositivo de manobra tridimensional à Brigada de Polícia Militar para inspeção como parte da investigação sobre as mortes dos dois Titãs capturados, supostamente mortos por um soldado usando DMT.[35]

Apesar de ter medo de enfrentar os Titãs em combate novamente, ela se oferece para se tornar um membro da Divisão de Reconhecimento, algo que ela diz mais tarde que é uma decisão tomada por seu eu interior e que ela mesma não entende as razões por trás disso.[36]

Historia resgata seus companheiros

Durante sua primeira expedição do lado de fora das Muralhas, Historia recebe o controle de um cavalo extra, além do seu próprio. Ela se depara com o cavalo de Jean Kirstein e o leva de volta para ele depois de observar seu sinal de fumaça de emergência . Ao devolver o cavalo de Jean, ela acompanha ele juntamente de Reiner Braun e Armin Arlert a uma Floresta Titã próxima, dizendo-lhes que está aliviada ao ver que eles ainda estão vivos.[37]

Ela é vista mantendo sua posição nas árvores juntamente com seus colegas soldados, atraindo os Titãs e impedindo-os de entrar na floresta enquanto a Divisão de Reconhecimento captura a Titã Fêmea.

Arco do Confronto de Titãs

Historia está entre os recrutas da Divisão de Reconhecimento que são investigados por Mike Zacharias sob suspeita de ser um dos cúmplices de Annie.

A investigação é interrompida quando Nanaba relata que a Muralha Rose foi rompida, e o Reconhecimento é obrigado a ir a cavalo e evacuar os cidadãos locais nas proximidades.[38] Historia e Ymir são colocadas sob o comando de Nanaba para a missão. Ambos os recrutas estão desprovidos de seu dispositivo de manobra e Ymir inicialmente expressa sua aversão à ideia de entrarem no território Titã desarmados, embora Historia esteja disposta a ajudar.

Sua equipe finalmente se encontra com a equipe de Gelgar e fica chocada ao saber que nenhuma das equipes conseguiu encontrar um buraco. Incapazes de voltar e procurar novamente devido ao anoitecer, as duas equipes se refugiam dentro de um castelo próximo para descansar durante a noite.

Os recrutas se preparam para lançar um canhão em um Titã

No meio da noite, o castelo é atacado por Titãs. Enquanto os quatro soldados equipados para a batalha enfrentam os Titãs do lado de fora, os recrutas tentam barricar a entrada do castelo para que nenhum dos Titãs menores possa entrar, mas descobrem que o castelo já foi invadido. Reiner é atacado, e Historia, Ymir e Connie rolam um canhão próximo a ele, jogando-o para longe de Reiner.[39]

Outro Titã entra na torre e Reiner o consegue empurrar para fora em uma janela, se machucando no processo. Os recrutas fogem mais para cima na torre do castelo, e Historia usa uma tira de sua saia para enfaixar o ferimento de Reiner.[40]

Os recrutas recuam para o topo da torre, onde assistem os quatro soldados do Reconhecimento sendo sistematicamente mortos pelos Titãs que estão atacando. Historia tenta atirar pedras nos Titãs para detê-los, declarando que ela está disposta a lutar até a morte contra eles, mas Ymir a chama por tentar usar a morte de seus superiores como uma razão para morrer. Pegando uma faca de Connie, Ymir a lembra da promessa que fizeram na noite em que ficaram presos na floresta com Daz e a aconselha a viver sua vida com orgulho. Antes que Historia possa impedi-la, Ymir pula da torre e usa a faca para se transformar em uma Titã.[41]

"Krista" diz a Ymir seu verdadeiro nome

Enquanto Historia e o resto dos recrutas assistem Ymir lutando contra o grupo de Titãs quase caindo da torre, quando Ymir se transforma, Reiner a questiona se ela sabia sobre isso. Quando os recrutas questionam de que lado Ymir está, Historia se lembra de alguns eventos delas e assiste a tentativa de Ymir de lutar contra os outros Titãs e chega à conclusão de que ela está lutando para proteger a todos.[42] Ela começa a torcer por Ymir dizendo a ela para não morrer e quebrar a torre, ela comemora quando Ymir faz isso. Ela, junto com os outros, monta em suas costas e pousa no chão com segurança. Como Ymir começa a ser comido por Titãs, Historia tenta correr em direção de Ymir, mas é interrompida por um Titã, que é rapidamente morto por Mikasa que a recém tinha chegado. Enquanto todos assistem sem acreditar nas feridas de Ymir e na verdade, Historia revela seu verdadeiro nome para Ymir.[43]

De volta ao topo da Muralha Rose, Historia implora a Hange Zoë para pegar leve com Ymir. Embora soubesse que o que sua amiga fazia era errado em esconder informações que poderiam ter sido úteis para a Divisão de Reconhecimento, ela entendeu que fez isso para proteger seus amigos. Hange concorda com Historia, afirmando que qualquer informação que Ymir tenha será importante para a humanidade.[44] Após Reiner e Bertolt se revelarem titãs, Historia assiste com horror como Reiner, em sua forma de Titã Blindado, agarra Eren enquanto Bertolt agarra Ymir em sua forma de Titã Colossal.[45]

Durante a batalha, ela é designada para cuidar dos feridos. Ela insiste que Ymir ainda está viva e implora aos outros soldados para resgatá-la.[46] Mais tarde, ela se juntou à missão de resgate, indo contra o conselho de Armin. A equipe finalmente consegue alcançar Reiner e Bertolt, mas não sabe que Ymir foi convencida a se aliar a eles em troca da segurança de Historia. Quando Ymir aparece em sua forma de Titã, Historia corre para cumprimentá-la e é rapidamente engolida por Ymir, para que os Guerreiros possam sequestrá-la.[47]

Historia está do lado de Ymir

Enquanto os Titãs fogem do Reconhecimento, Ymir finalmente a cospe e emerge parcialmente de sua forma de Titã para que eles possam falar. Historia inicialmente acredita que Ymir está sendo forçado a cooperar com os traidores e implora para ser libertada para que possam escapar. No entanto, Bertolt destaca que Ymir não está sendo forçado a trabalhar com eles. Neste ponto, Ymir aparentemente desmorona, dizendo a ela que ela pretende usar o status de Historia como herdeira da família Reiss e espera se salvar dos traidores que ela servia, implorando para que Historia coopere. Em resposta, Historia sorri e afirma que sempre estará do lado de Ymir.[48]

Quando Mikasa chega e ataca Ymir, Historia rapidamente dá um passo à frente para parar a luta. Ela implora para poupar Ymir, e se recusa a recuar, mesmo quando Mikasa a ameaça. só quando Mikasa deixa claro que não poupará ninguém que fique em seu caminho, Historia cede e convence Ymir a parar de lutar.[49]

Antes que o conflito seja resolvido, Erwin Smith ataca o Titã Blindado com uma horda de Titãs atrás dele.[50] Historia é quase agarrada por um Titã até que Ymir a resgata.[51] Historia mata um Titã no conflito, o primeiro em seu registro, e Connie tenta resgatá-la enquanto os militares recuam. Historia rejeita sua ajuda, dizendo que ela deve ficar com Ymir se Ymir sobreviver.[52] Historia retorna a Ymir, deixando-a saber que sua presença lhe dá coragem para lutar. Quando Eren libera a Coordenada no meio da batalha, atraindo todos os Titãs estúpidos para sua vontade, Ymir decide partir com Reiner e Bertolt. Historia recua com os militares, estendendo a mão para Ymir enquanto elas se separam indefinidamente.[53]

Arco da Rebelião

Historia implora a Eren para que ele retorne as Muralhas

Após os militares retornarem a Muralha Rose, Historia quase desmaia de exaustão enquanto é cuidada por Rico Brzenska[54]. Ela lutou para ficar de pé e disse a Eren que eles deveriam correr para o outro lado da Muralha para resgatar Ymir. Quando lembrada de que Ymir partiu com Reiner e Bertolt por sua própria vontade, Historia fica perturbada, pelo fato de que Ymir escolheu eles ao invez dela. Jean observa que "Krista" não está se comportando como ela mesma e Historia diz que deixou de ser ela. Krista foi um papel que ela recebeu para permanecer viva.[55]

Pouco depois, Historia é realocada com o novo Esquadrão de Operações Especiais para um local não revelado.[56] Em seu primeiro dia com o novo esquadrão, Historia revela seu passado para seus companheiros.[57]

Eren e Historia conversam enquanto estão escondidos

O Esquadrão de Operações Especiais sai de seu esconderijo por ordem de Erwin para se encontrar no Distrito de Trost, mas ao invés de ir para a cidade, Historia se esconde com Eren em um local não revelado enquanto Armin e Jean atuam como seus respectivos dublês.[58] Enquanto esperava, Historia sonha sobre seu tempo com Frieda, esquecendo suas memórias ao acordar. Ela discute a natureza da situação deles, Eren, observando que enquanto Krista era uma garota altruísta e de bom coração, a verdadeira História está vazia. Eren admite que prefere a verdadeira Historia, uma garota normal que é absurdamente honesta.[59]

Levi força Historia a aceitar o seu cargo como a futura rainha

Levi e Hange descobrem que a família Reiss é a verdadeira família real e Erwin planeja colocar Historia no trono.[60] Ela está relutante em assumir o novo papel, considerando-se inadequada para a tarefa em questão, o que faz Levi explodir e expor o quão terrível é a situação deles, pressionando-a a concordar.[61]

Historia e Eren são colocados aos cuidados de Dimo Reeves, o novo cúmplice da Divisão de Reconhecimento contra o Governo Real, para que possam ser capturados pelo Primeiro Esquadrão do Interior e levados para Rod Reiss, o pai de Historia e o verdadeiro rei das Muralhas.[14] No entanto, Kenny Ackerman chega para levá-los e suspeitando de uma traição, ele mata Reeves. Seu esquadrão remove as lâminas de Historia e Eren.[62]

Historia encontra seu pai

O Esquadrão do Interior traz Historia e Eren através do distrito de Stohess em caixões por todo o percurso do seu destino,[63] onde Historia se reúne com Rod Reiss, que se desculpa por tudo.[64]

Nas cavernas subterrâneas sob uma capela construída por sua família, Historia diz a Eren acorrentado que tudo ficará bem, explicando que Rod sempre foi um aliado da humanidade e não teve escolha a não ser lidar com o Pastor Nick, a Companhia Reeves, e a Divisão de Reconhecimento. Rod faz com que Historia coloque suas mãos em Eren para ativar as memórias de Grisha Yeager, para que Eren se lembre do pecado de seu pai.[65]

Como resultado de tocar Eren, Historia recupera as memórias apagadas de sua amada meia-irmã, Frieda. Ela quer agradecê-la por estar lá para ela, mas Rod explica que Frieda foi morta pelo pai de Eren junto com o resto da família de Rod porque Grisha queria o poder Titã que residia dentro dela.[66] Rod pega uma bolsa, revelando uma agulha e um soro, e diz a Historia que Frieda não está realmente morta, pois suas memórias ainda vivem. Ela ainda pode conhecer sua irmã.[67]

Historia aprende sobre o Titã da sua família

Rod explica como um Titã especial ergueu as três paredes e alterou as memórias da humanidade. Apenas Frieda sabia a verdade sobre como este mundo veio a existir, tendo devorado seu tio Uri e ganhado suas memórias junto com seu poder dos Titãs. Frieda poderia ter revelado a verdade do mundo, mas não o fez, o que era a prova de que ela havia herdado a filosofia do primeiro governante das Muralhas. Rod diz a Historia que se Frieda tivesse vivido, ela poderia ter evitado sua situação atual; as paredes rompidas, a guerra civil, todas as vidas humanas que foram perdidas. Isso não terminaria enquanto Eren mantivesse seu poder roubado, porque ele só pode ser usado de verdade por um membro da família Reiss.[68]

Historia tenta libertar seu pai de Kenny

Kenny interrompe a conversa[69] para expressar sua decepção com a exigência de linha de sangue, agarrando Rod e enfiando a arma em seu rosto. Historia empurra a arma de Kenny para fora do caminho e exige que ele solte seu pai. Kenny diz a ela que Rod pretende transformá-la em uma Titã para que ela possa comer Eren.[70]

De maneira desafiadora, Historia pergunta o que é tão triste em se tornar um Titã e salvar a humanidade. Ela comerá Eren, herdará a história do mundo e então exterminará os Titãs. Kenny a lembra de que ela era uma criança indesejada. Rod só a salvou porque precisa do sangue dela, não porque se preocupa com ela. Ela observa, visivelmente chateada, enquanto Kenny enfia uma faca na boca de Rod enquanto diz a ela que Rod só se importa consigo mesmo.[71]

Rod tenta explicar e implora a Historia para não confiar em mais ninguém. Enojado, Kenny finalmente o deixa sozinho e vai até Eren. Ele corta a testa de Eren para feri-lo e diz a Historia que os dois podem lutar até a morte como Titãs. Em pânico, Rod dá a Historia uma seringa para que ela possa se transformar em Titã antes que Eren tenha a chance de escapar de suas correntes. Ela pega a seringa, mas percebe que Eren não está se transformando. Quando ela pergunta o motivo, ele expressa pesar por todas as mortes que aconteceram por causa dele e de seu pai e pede a Historia para comê-lo e salvar a humanidade. Ele diz que não precisava acontecer, fazendo Historia se lembrar de sua infância indesejada e do dia em que Eren a chamou de normal.[72]

Historia rejeita o plano de seu pai

Enquanto Historia enfia a agulha em seu braço, ela se lembra de seu tempo com Frieda e Ymir. Ela pergunta ao pai por que sua irmã não lutou. Ninguém na família Reiss jamais se livrou dos Titãs ou libertou a humanidade, mesmo que eles tivessem o poder. Ela se lembra de como Frieda às vezes parecia possuída e chamava todos de pecadores. Historia pergunta se isso é porque Frieda herdou a ideologia do primeiro rei e Rod confirma, dizendo que o primeiro rei acreditava que ter os Titãs governando a humanidade era o verdadeiro caminho para a paz.[73]

Historia considera as palavras de seu pai, sabendo que a humanidade não tem futuro se o poder do rei permanecer dentro de Eren, mas ela se lembra das palavras de Ymir sobre viver sua vida com orgulho. Historia quebra a seringa no chão, rejeitando os desejos de seu pai. Ela o joga por cima do ombro e pega sua mochila antes de correr até Eren.[74]

Historia liberta Eren de suas restrições

Ela usa as chaves para começar a libertar Eren e diz a ele que eles vão escapar. Ele protesta, pedindo para ser comido, mas Historia o acerta na cabeça e diz para ele se calar. Em sua opinião, a humanidade é o problema. Os Titãs podem ficar com eles. Ela puxa uma das correntes ao redor de Eren e diz que vai deixá-lo escapar antes que ela destrua tudo.[75]

Mesmo quando Rod se transforma em um Titã após lamber o conteúdo da seringa quebrada, Historia se recusa a deixar Eren. Ela diz a ele que mesmo sendo inimiga da humanidade, ela é amiga de Eren, e quando ela vê alguém chorando porque ninguém precisa dela, ela quer dizer que não é verdade. Ela abre outra algema antes de ser soprada para trás pelos ventos gerados pela transformação de Rod, mas Mikasa a pega. O resto do Esquadrão Levi parece assumir o resgate de Eren. No entanto, o grupo está preso na caverna em colapso. Eren se desculpa por ser inútil, mas Historia pergunta a ele se ele realmente quer esperar aqui até que eles sejam queimados ou esmagados até a morte simplesmente porque os dois são inimigos da humanidade.[76]

Eren se levanta e pega uma garrafa rotulada "Blindado" que havia caído da bolsa de Rod e a quebra entre os dentes enquanto ele se transforma em um Titã.[77] Isso permite que ele endureça seu corpo de Titã e crie estruturas semelhantes a pilares que sustentam a caverna em colapso sem desaparecer, mesmo depois de extraída.[78]

Historia conta a Eren que seu pai está tentando salvar a humanidade

Historia sobe pelo teto aberto junto com o resto do esquadrão, e eles seguem o Titã de Rod Reiss de carroça e a cavalo. Eren sugere se dar como comida para o Titã de Rod, já que Rod Reiss tem a linhagem certa, mas Historia argumenta contra isso. A família Reiss tentou desfazer a lavagem cerebral do Primeiro Rei por décadas e assim que Rod conseguir o poder, ele poderá apagar as memórias de todos novamente. Ela diz a Eren que esta pode realmente ser a melhor esperança da humanidade, porque o Titã Fundador foi tirado das pessoas que têm uma ideia tão terrível sobre o que faz a paz.[79]

Hange concorda com Historia e pergunta se ela tem certeza de sua escolha. Eles não podem conter um Titã do tamanho de Rod, então eles terão que matar seu pai. Historia pensa em se reunir com Rod e pede desculpas a Eren porque ela realmente iria matá-lo de volta na caverna, não pelo bem da humanidade, mas porque ela não queria que seu pai a odiasse. Agora ela percebe que é hora de se despedir.[80]

Historia preparada para lutar contra seu próprio pai

O grupo se reúne com Erwin e volta para o distrito de Orvud para se preparar para a chegada do Titã. Quando chega o amanhecer, Historia caminha no topo da Muralha usando seu dispositivo de manobra tridimensional e insiste em participar da batalha. Levi tenta mandá-la embora, mas ela joga suas próprias palavras de volta para ele sobre a escolha de fugir ou lutar.[81]

Rod se aproxima da Muralha, interrompendo qualquer discussão posterior,[82] e a Guarnição das Muralhas começa uma barragem de tiros de canhão para detê-lo. Historia ajuda Hange e os outros soldados a montar uma teia de corda em torno de várias pilhas de barris de pólvora. Erwin a lembra que ela será rainha se eles sobreviverem a isso, então é um problema para ela estar na linha de frente. Historia pergunta a ele se o povo é tão ingênuo a ponto de obedecer a um governante apenas no nome. Ela deu a si mesma uma missão a cumprir e é por isso que está aqui.[83] Historia diz a Erwin que uma vez que o Titã esteja morto, ele deve dizer que foi ela quem acabou com tudo. Dessa forma, a situação dentro das Muralhas deve se estabilizar e as pessoas se unirão atrás dela.[84]

Historia se autodeclara como a verdadeira governante das Muralhas

Quando Rod chega à Muralha, Eren se transforma em um Titã e arremessa a teia de barris na boca que estava aberta do Titã de Rod. A pólvora nos barris se inflama, explodindo grandes pedaços da cabeça e do torso do Titã. O Reconhecimento usa o seus DMT para atacar as peças voadoras na esperança de cortar a nuca antes que o Titã possa se regenerar.[85] Historia corta um pedaço do Titã e vê as memórias de um jovem Rod preso enquanto ele exige explicações de seu pai por não ter matado os Titãs, Rod tentando encontrar consolo em Alma e de Uri e também vê Frieda expressando sua crença de que herdar seu titã não os mudaria.[86]

O Titã de Rod explode e Historia pousa em um carrinho acolchoado. Conforme ela recupera a consciência, ela se encontra cercada por cidadãos surpresos, que perguntam se ela é quem acabou com o Titã. Eles não conseguem identificar seu posto militar, pois ela não está usando seu uniforme. Ela inicialmente não tem certeza se esta é realmente sua própria decisão, mas ela se levanta e diz a eles que ela é Historia Reiss, a verdadeira governante das Muralhas.[87]

Historia é coroada rainha

Historia é coroada como a nova rainha diante de uma grande e entusiástica multidão. As pessoas se lembram de vê-la protegê-los do Titã e admirá-la por impedir seu pai. Após a cerimônia, ela e seus amigos encontram Levi para que ela possa socá-lo em retaliação por sua intimidação, como sugeriu Dimo Reeves. Ela soca o Levi e, para sua surpresa, ele sorri e agradece a todos.[88]

Dois meses depois, Historia começou a administrar uma fazenda onde pode trazer órfãos e outras pessoas necessitadas, usando o orçamento de sua família e bens confiscados de políticos. A monarquia é em grande parte para mostrar, mas apesar disso as pessoas pensam bem dela. Ela convence seus amigos do Esquadrão Levi a ajudá-la nas tarefas, para sua consternação.[89]

Enquanto eles estão lá, ela fala com Eren sobre seus experimentos de endurecimento na preparação para recuperar a Muralha Maria e ele admite que eles precisam se apressar se quiserem fazer isso antes que Reiner e Bertolt retornem. Ela pergunta se Eren quer matá-los, e Eren diz que precisa. Ela olha para a fazenda e diz a Eren que ela não pode se arrepender de ter recusado o poder do Primeiro Rei. Historia acredita que o que eles estão fazendo aqui é certo. Eren expressa sua admiração por ela, considerando que ela estava pronta para condenar a humanidade quando eles voltaram para a caverna, e ela gagueja que simplesmente se deixou levar. Antes que eles possam falar mais, Mikasa os interrompe e leva embora a carga que Eren estava carregando, encerrando a conversa.[90]

Arco do Retorno a Shiganshina

Enquanto Armin explica seu plano para vencer o Titã Colossal para Eren, Historia fica entre os campos de seu orfanato com dois soldados da Polícia Militar protegendo-a, preocupada com a Divisão de Reconhecimento ela fica se perguntando se a operação para retomar a Muralha Maria e as terras da humanidade terá sucesso.[91]

Após a operação, ela recebe uma carta de Ymir. Ela lê e aprende sobre o passado de Ymir. Depois que ela termina de ler a carta, ela chama Ymir de idiota e começa a chorar. Nesse momento, ela é visitada por Eren, Mikasa e Armin. Ela diz a eles que está feliz que os três quase não tenham mudado, apesar de tudo o que aconteceu com eles.[92]

Historia lidera a reunião militar onde será decidido como proceder após os eventos em Shiganshina. Apesar de ser rainha, Historia apenas supervisiona a reunião até o seu encerramento, quando decide que os militares revelarão a verdade para a população.[93]

Mais tarde, Historia participa de uma cerimônia em homenagem a Divisão de Reconhecimento. Como a rainha, ela premia Hange com uma gravata bolo tie e os soldados sobreviventes com medalhas. Ao dar uma medalha para Eren, o sangue real dela desencadeia uma memória dentro dele. Depois de perceber que algo estava errado, ela pergunta sobre ele preocupada.[94]

Arco de Marley

Historia e Zackly ouvem a teoria de Eren

Historia participa de uma reunião militar discutindo se o povo das Muralhas devem cooperar com os voluntários anti-Marley. Durante a reunião, Eren admite que ele é capaz de usar todos os poderes do Titã Fundador se ele tocar um Titã de sangue real. Historia parece surpresa quando Eren afirma que ele não falou sobre isso antes por causa da preocupação de que ela pudesse ter sido transformada em uma Titã.[95]

Quando os primeiros embaixadores de Hizuru chegam em Paradis, Historia ouve Kiyomi Azumabito repassar os três processos que devem estar em vigor para garantir a segurança da ilha. O primeiro deles exige que Historia herde o Titã Bestial de Zeke Yeager, que tem menos de um ano de vida. O segundo envolve Hizuru aumentando o nível de tecnologia em Paradis. A terceira é que Historia deve ter tantos filhos quanto possível durante os treze anos em que ela tem o Titã Bestial, de modo que haverá mais filhos de sangue real para herdar um Titã e proteger a ilha pelos cinquenta anos que Paradis levará para alcançar o resto do mundo. Historia concorda com o plano enquanto for necessário.[96]

Historia rejeita o plano de genocídio de Eren

Algum tempo depois, Eren encontra Historia em particular em sua fazenda para avisá-la que a Polícia Militar está planejando dar Zeke para ela assim que ele chegar em Paradis. Apesar da sugestão de Eren de que ela fugisse ou resistisse, Historia diz a ele que ela aceitará qualquer plano que seja considerado necessário para preservar Paradis. Para angústia de Historia, Eren revela que usará o Titã Fundador para destruir o mundo exterior. Ela tenta lembrá-lo de que há muitos inocentes além das Muralhas, mas Eren está decidido a tomar esta decisão. Historia diz a ele que não conseguirá viver consigo mesma se não fizer tudo o que estiver ao seu alcance para impedi-lo. Eren então se oferece para manipular suas memórias usando o poder do Titã Fundador, ao qual Historia responde perguntando sobre a possibilidade de ela ter um filho.[97]

Arco da Guerra por Paradis

Historia grávida

Vários meses depois, ela está grávida e passa o tempo em uma residência não revelada, conhecida apenas por alguns poucos militares[98][99] Um MP acredita que este desenvolvimento foi influenciado por Yelena enquanto especulava que a relação da gravidez solteira de Historia com um local que a intimidou quando criança foi para atrasá-la em herdar o Titã Bestial de Zeke Yeager depois que ele chegou a Paradis.[100]

Depois que uma facção rebelde surge, o Comandante Pixis ordena aos militares que protejam Historia, já que ela é um alvo potencial.[101]

Habilidades

Historia é uma forte soldado que se formou em décimo na classe, embora Ymir tenha diminuído o tempo dela mesma para melhorar a classificação de Historia. Ela dominou o dispositivo de manobra tridimensional e pode matar Titãs com eficácia.[102]

Ela também é proficiente no combate corpo a corpo, capaz de lançar ao chão Rod Reiss, que é mais pesado e mais alto do que ela.[103]

Estatísticas de Historia Reiss [104]:

Combate
6/10
Iniciativa
6/10
Juízo
4/10
Trabalho em equipe
8/10
Altruísmo
10/10

Relacionamentos

  • Ymir - O relacionamento delas era complexo, mas elas eram muito próximas, e foi declarado que Ymir estava apaixonado por ela.[105] Historia afirmou que Ymir tinha "a pior personalidade de todos os tempos", mas que ela estava disposta a abandonar a humanidade se isso ajudasse Ymir. Ela declarou sua intenção de estar ao lado de Ymir e que confiava nela acima de todos os outros. Enquanto Ymir desafiava seus comportamentos não saudáveis, Historia também desafiava Ymir em seus piores aspectos. Quando Historia foi pressionada por Rod a se injetar com o soro de Titã e comer Eren, a memória de Ymir a encorajando a viver sua vida com orgulho deu a Historia a coragem de rejeitar o plano de seu pai e resgatar Eren.[106] Depois de ler uma carta de Ymir, ela chora tristemente.
  • Rod Reiss - Rod era o pai biológico de Historia e também a fonte de grande parte da angústia em sua vida. Historia o conheceu quando era criança e ia morar com ele. No entanto, quando Rod negou qualquer relação com ela quando confrontado pelo Esquadrão do Interior e sua mãe foi morta, Historia recebeu o novo nome de Krista Lenz. Historia desde então desprezou Rod pela morte de sua mãe, assim como a abandonou. Anos mais tarde, Rod tentou recuperar Historia quando sua verdadeira identidade foi revelada. Enquanto Historia não ficou emocionada ao vê-lo novamente, quando Rod se abriu com ela e lhe contou sobre seus planos, Historia, ao ser tratada com gentileza por ele inicialmente aceitou sua parte. Historia ouviu e quase acreditou em tudo que Rod disse, mesmo quando a interferência do capitão Ackerman revelou um motivo oculto, sende ele o poder da família Reiss.[107] Historia então matou Rod quando ele se tornou um Titã, indiretamente vingando a morte de sua mãe e sua dor passada causada por ele.
  • Frieda Reiss - Frieda era a meia-irmã mais velha de Historia, mas ela não sabia na época. Frieda tratava Historia com gentileza e respeito que ninguém mais fazia, mas esquecia dela sempre que Frieda suprimia suas memórias. Ao recuperar suas memórias, Historia consumida pela tristeza quase deu as costas para Eren já que seu pai a matou e quase concordou com a alegação de Rod de 'trazê-la de volta'. No entanto, lembrando como Frieda foi consumida pela ideologia de Karl Fritz quando ela quis vê-la, Historia rejeitou o plano de Rod, pois havia destruído a humanidade de Frieda.
  • Sasha Blouse - Sasha inicialmente considerou Historia como uma deusa quando ela trouxe comida e água depois de passar várias horas correndo. As duas parecem ter permanecido próximas durante os dias de treinamento. Historia também mostrou apoio a Sasha quando Ymir a provocou.[27]
  • 104º Esquadrão de Recrutas - Historia é admirada pelos demais recrutas, e a garota mais popular entre eles. Muitos de seus colegas homens têm uma queda por ela devido à sua beleza e bondade, como demonstrado quando ela resgatou Reiner Braun, Armin Arlert e Jean Kirstein.[108]
  • Mikasa Ackerman - As relações de Mikasa a Historia sempre foram confusas. Durante a Invasão a Muralha Rose, ela deixou claro que não pouparia ninguém que entrasse em seu caminho.[109] No entanto, quando ela e o resto do esquadrão de Levi chegaram na caverna mais interna da capela subterrânea dos Reiss, ela foi em primeiro lugar para ajudar Historia, não Eren. (Embora isso seja provável porque Historia estava em perigo mais imediato, assim como por ter a chave para libertar Eren com ela.)[110] Embora nenhuma das garotas provavelmente saiba disso, elas são parecidas porque cada uma tem uma pessoa que é importante para ela, e cada um está disposto a fazer qualquer coisa para garantir a segurança e o bem-estar dessa pessoa.
  • Connie Springer - Embora só tenham sido mostrados interagindo algumas vezes, Historia e Connie claramente parecem ser bons amigos. Durante o resgate de Eren, eles foram vistos trabalhando juntos para matar Titãs.[12] Connie também é quem a deixa ciente da verdade por trás das ações de Ymir, e ela confia nele o suficiente para aceitar sua palavra ao pé da letra.
  • Eren Yeager - Historia sempre invejou Eren por sempre saber de seus objetivos e ser capaz de trabalhar por eles. Eren inicialmente não gostou de sua personalidade Krista, vendo-a como falsa. Desde a revelação de sua verdadeira identidade, Eren passou a respeitá-la como uma "pessoa estupidamente honesta e normal." Sua afirmação de que ele gosta mais dela já que Historia significava muito para ela, e a motivou em grande parte a enfrentar seu pai e tentar salvar a vida de Eren, ao invés de consumi-lo.[111][112]
  • Alma - Alma era amante de Rod, o pai de Historia, embora quando Alma engravidou Rod foi forçado a mandar Alma embora para uma propriedade da família Reiss. Historia queria o relacionamento que qualquer outra criança tinha com seus pais. Mas Alma se ressentia de sua existência, desejando ter a coragem de matá-la.[113] Alma era incrivelmente distante da filha e evitava toda e qualquer interação com Historia, preferindo ler ou sair para a cidade enquanto Historia e seus pais cuidavam do trabalho da fazenda. Quando Historia aprendeu a ler, ela viu a relação típica entre mãe e filha e quis essa relação com Alma. Um dia, enquanto Alma estava lendo, Historia tentou abraçá-la, mas Alma a esbofeteou violentamente, horrorizada. Chorando, Alma desejou que ela não tivesse nascido. Embora ela estivesse machucada e ensanguentada, ela estava feliz porque, pela primeira vez em sua vida, sua mãe falou com ela. Isso fez com que Alma deixasse a fazenda. Anos mais tarde, no dia de sua morte, Alma voltou-se para Historia e gritou que gostaria que Historia nunca tivesse nascido, após isso, Kenny cortou sua garganta. Apesar disso, Historia se lembra de sua mãe de uma maneira um tanto indulgente, pois ela a chamou de linda ao contar sua história de vida para o Esquadrão Levi.[114]

Curiosidades

  • Historia ficou em quinto lugar na Primeira pesquisa de popularidade de personagem.
  • O site oficial revela que a maioria de seus colegas do sexo masculino tinha uma queda por ela, referindo-se a ela como a "Deusa" do 104º.
    • Uma piada recorrente na série é que as pessoas realmente se referem a ela como "deusa" ou por termos relacionados a Deus em várias circunstâncias. Primeiro foi Sasha no episódio 3/Capítulo 15, quando Historia deu a ela um pão depois que Sasha caiu cansada de ser forçada a correr por 5 horas; segunda vez por Jean e Armin no Episódio 18/Capítulo 24, quando ela veio em seu socorro após serem atacados pela Titã Fêmea; e, finalmente, no Capítulo 64, quando Rod estava tentando convencê-la a reconquistar a Coordenada e se tornar "Deus".
  • Na parte lateral do Volume 11, Isayama retratou Historia se transformando em uma Titã, que a retratava como um anjo.
  • Historia se assemelha muito à personagem feminina principal de "Heartbreak One", um one-shot que Isayama escreveu antes de Ataque dos Titãs.[115]
    • Seu nome Historia é de origem grega e significa "História". [116] Além disso, seu pseudônimo Krista é de origem grega (grego: Χριστή), significando "aquela que é a ungida". Em hebraico, "o ungido" é "messias". [117]
  • Seu aniversário, 15 de janeiro, foi celebrado no Japão como Dia da Maioridade entre 1948 e 2000. Agora é celebrado na segunda segunda-feira do mês, mas continua a comemorar a entrada da idade adulta por aqueles que completam 20 anos.
  • Seu apelido "Lenz" significa "primavera" no alemão antigo.
  • Historia Reiss e Zeke Yeager são as únicas pessoas vivas conhecidas com sangue real.
  • Ela é a única personagem da série a ter dois capítulos no mangá com o seu nome.
  • A infância de Historia se assemelha à situação da Ilha Paradis. A fazenda em que ela morava era cercada por cercas e havia valentões do lado de fora que atiraram pedras nela, o que a fez nunca mais querer sair da fazenda. [118] Isso reflete os humanos dentro das Muralhas que temiam sair por causa dos Titãs do lado de fora. Frieda Reiss costumava vir para cuidar de Historia, apagou suas memórias e disse a ela para nunca pular a cerca;[119][120] isso ecoa a vontade do primeiro rei.

Referências

  1. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 68 (p. 45)
  2. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 70 (p. 4)
  3. 3,0 3,1 Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 69 (p. 42)
  4. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 70 (p. 2)
  5. 5,0 5,1 Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 44)
  6. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 91 (p. 24 & 25)
  7. 7,0 7,1 7,2 7,3 Attack on Titan Guidebook (p. 251)
  8. 8,0 8,1 8,2 Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 34)
  9. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 2 (p. 37)
  10. Attack on Titan Guidebook (p. 51)
  11. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 49 (p. 39)
  12. 12,0 12,1 Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 50 (p. 25)
  13. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 68 (p. 34-37)
  14. 14,0 14,1 Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 56 (p. 27)
  15. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 42)
  16. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 68 (p. 42)
  17. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 32)
  18. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 32-34)
  19. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 66 (p. 2-3)
  20. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 63 (p. 1-6)
  21. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 54 (p. 1-7)
  22. 22,0 22,1 Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 33-37)
  23. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 38-43)
  24. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 51 (p. 20)
  25. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 45)
  26. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 15 (p. 30-33)
  27. 27,0 27,1 Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 36 (p. 27-29)
  28. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 40 (p. 18-23)
  29. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 40 (p. 24-27)
  30. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 40 (p. 28 & 29)
  31. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 40 (p. 30-32)
  32. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 37 (p. 35)
  33. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 5 (p. 9 & 10)
  34. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 11 (p. 5)
  35. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 21 (p. 2)
  36. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 21 (p. 29-32)
  37. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 24 (p. 8-10)
  38. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 35 (p. 2-10)
  39. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 39 (p. 16-27)
  40. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 39 (p. 28-35)
  41. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 40 (p. 32-41)
  42. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 41 (p. 1-19)
  43. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 41 (p. 20-45)
  44. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 42 (p. 3-5)
  45. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 48 (p. 38 & 39)
  46. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 43 (p. 26 & 27)
  47. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 47 (p. 34 & 35)
  48. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 48 (p. 6-19)
  49. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 48 (p. 25-32)
  50. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 48 (p. 43-45)
  51. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 49 (p. 9-11)
  52. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 49 (p. 38-40)
  53. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 50 (p. 41-45)
  54. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 51 (p. 1 & 2)
  55. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 51 (p. 15-20)
  56. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 51 (p. 29-45)
  57. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 29-45)
  58. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 53 (p. 31-43)
  59. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 54 (p. 1-13)
  60. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 55 (p. 44)
  61. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 56 (p. 14-25)
  62. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 56 (p. 32-45)
  63. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 57 (p. 34-35)
  64. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 58 (p. 42-45)
  65. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 62 (p. 26-45)
  66. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 63 (p. 1-22)
  67. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 63 (p. 38-44)
  68. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 64 (p. 34-44)
  69. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 64 (p. 45)
  70. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 65 (p. 10-16)
  71. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 65 (p. 17-20)
  72. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 65 (p. 21-40)
  73. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 66 (p. 1-9)
  74. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 66 (p. 9-22)
  75. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 66 (p. 23-25)
  76. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 66 (p. 26-40)
  77. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 66 (p. 42-45)
  78. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 67 (p. 1-7)
  79. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 67 (p. 11-18)
  80. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 67 (p. 21-25)
  81. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 67 (p. 28-43)
  82. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 67 (p. 43)
  83. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 68 (p. 3-14)
  84. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 69 (p. 43)
  85. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 68 (p. 22-40)
  86. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 68 (p. 40-42)
  87. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 68 (p. 43-45)
  88. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 69 (p. 40-45)
  89. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 70 (p. 1-4)
  90. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 70 (p. 4-7)
  91. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 82 (p. 1)
  92. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 89 (p. 6-20)
  93. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 90 (p. 2-3)
  94. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 90 (p. 23-31)
  95. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 106 (p. 19-24)
  96. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 107 (p. 20-25)
  97. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 130 (p. 9-16)
  98. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 107 (p. 44-45)
  99. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 111 (p. 5)
  100. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 108 (p. 3-6)
  101. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 111 (p. 6 & 10)
  102. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 49 (p. 36)
  103. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 66 (p. 16-17)
  104. Attack on Titan Guidebook (p. 50)
  105. "Personagens". Site oficial do mangá de Shingeki no kyojin
  106. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 66 (p. 14-21)
  107. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 66 (p. 16-18)
  108. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 24 (p. 4)
  109. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 48 (p. 30-32)
  110. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 66 (p. 31)
  111. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 54 (p. 12 & 13)
  112. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 66 (p. 28-30)
  113. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 37)
  114. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 33)
  115. "sunday-mangaka-hajime-isayama Heartbreak one".
  116. "História". Wikipedia.
  117. "Cristo, etimologia e origens". Wikipedia.
  118. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 52 (p. 34)
  119. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 54 (p. 1-6)
  120. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 66 (p. 2-3)
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.