Attack on Titan Wiki

FandomDesktop

Com a chegada do FandomDesktop ontem, muitos de vocês que optaram por começar agora a usar ela, podem perceber que a wiki tá meio estranha, e realmente está, estou trabalhando para resolver isso, por isso, peço paciência. Obrigado.

Leia mais sobre a FandomDesktop aqui.

E a wiki terá uma drástica mudança de aparência, por isso não estou tão ativo como eu era antes, obrigado novamente pelo seu tempo!

LEIA MAIS

Attack on Titan Wiki
Advertisement
Attack on Titan Wiki
Quote1 Nós Azumabito sempre nos adaptamos aos tempos tumultuados. Mas agora veja o que aconteceu com nós... ridicularizados como vixens miseráveis e mesquinhas... mesmo assim... não perdemos nosso orgulho como clã. O orgulho de sua mãe entregue a você. Aconteça o que acontecer a esta nação, desejo protegê-la. Quote2
— Kiyomi Azumabito promete proteger Mikasa Ackerman[1]

Kiyomi Azumabito (キヨミ・アズマビト Kiyomi Azumabito?) é uma embaixadora de Hizuru e uma aliada dos Eldianos na Ilha Paradis.

Aparência[]

Kiyomi é uma mulher asiática de meia-idade. Ela tem estatura média e traços faciais pequenos, sobrancelhas finas e cabelo preto bem preso em um coque.

Ao cumprir seus serviços de embaixadora, Kiyomi geralmente usa o tradicional quimono Hizuru, embora ela ainda se vista formalmente de outra forma.

Personalidade[]

Kiyomi's greed

ganância de Kiyomi manifestando-se como baba

Como muitos da família Azumabito, Kiyomi é sensível ao dinheiro. Ela é facilmente comprada para se aliar à Ilha Paradis depois de ouvir sobre suas reservas de pedras iceburst de Zeke Yeager. O mero pensamento de riqueza faz com que ela salive.[2] Apesar de sua ganância, Kiyomi afirma ter um forte senso de orgulho pela família Azumabito como visto por seu desejo de proteger Mikasa independentemente dos investimentos do Azumabito na Ilha Paradis.[3]

Kiyomi é uma indivíduo calma e reservada, jogando junto com o festival de Willy Tybur e até mesmo parabenizando-o, apesar de saber o que está por vir.[4] Ela também simpatiza com os Eldianos, como mostrado quando ela escolheu encobrir o erro de Udo de derramar vinho em seu quimono, salvando-o dos outros embaixadores.[5]

História[]

Arco de Marley[]

Kiyomi meets with Zeke

Kiyomi se encontra com Zeke

Algum tempo entre 850 e 852, Kiyomi se encontra com Zeke Yeager, que explica como deseja restaurar sua terra natal ancestral de Eldia e como ajudá-lo, por sua vez, beneficiaria Hizuru e a família Azumabito. Ela é cética no início, mas Zeke oferece a ela o dispositivo de manobra tridimensional que ele adquiriu pessoalmente. A pedra de iceburst que o alimenta é um recurso excepcionalmente poderoso que Hizuru seria capaz de tirar proveito e torná-lo uma nação poderosa novamente.[6]

Em 852, Kiyomi visita Paradis com uma delegação diplomática do Hizuru, onde descobre que Mikasa Ackerman é a última descendente de um filho do clã shogun da sua nação, do qual também descendem os Azumabitos. Ela fala sobre a passagem do brasão da família pela mãe da Mikasa para sua filha, e as intenções de Mikasa de passá-lo para seus próprios filhos, um ato nobre.[7]

Kiyomi explica seu acordo com Zeke aos membros do Exército Real de Paradis, babando enquanto fala sobre os recursos da ilha, embora ela prontamente se limpe quando um de seus assessores aponta para ela. Ela então descreve os três processos pelos quais a ilha pode ser salva. Sua parte está no segundo processo. A Hizuru trabalhará com Paradis para elevar seu nível de tecnologia em comparação ao restante do mundo moderno. Ela estima que levará cinquenta anos, e é por isso que Paradis precisará de sua rainha para herdar o Titã Bestial de Zeke e gerar tantos filhos reais quanto puder nos treze anos restantes. Isso manterá o resto do mundo à distância até que sua tecnologia possa alcançá-la.[8]

Udo and the Hizuru ambassador

Kiyomi finge que o vinho derramado foi sua culpa

Em 854, Kiyomi comparece à festa na noite anterior ao festival em Liberio. Ela conhece Udo, um dos cadetes do Esquadrão de Guerreiros, quando ele acidentalmente derrama vinho em seu quimono. Entendendo que ele logo teria problemas por isso, ela o avisa para não fazer uma cena e considera o derramamento como seu próprio erro.[9]

No dia seguinte, Kiyomi visita Willy Tybur nos bastidores onde ele está se preparando para sua apresentação. Ela descreve sua visita como simplesmente querendo ver seu rosto e o chama de um homem valente, um fato que sua família conhece bem. Kiyomi diz a ele que espera que ele cumpra seu dever sem incidentes, mas depois que ela sai, ela diz a seu acompanhante que é hora de eles irem, e ela não fica para assistir a produção.[4]

Referências[]

  1. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 111 (p. 12) — Liberação de volume.
  2. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 107 (p. 18 - 20)
  3. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 111 (p. 12)
  4. 4,0 4,1 Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 99 (p. 10 - 11)
  5. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 98 (p. 28 - 29)
  6. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 107 (p. 12 - 20)
  7. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 107 (p. 6 - 9)
  8. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 107 (p. 20 - 23)
  9. Ataque dos Titãs mangá: Capítulo 98 (p. 28 - 29)
Advertisement