Attack on Titan Wiki

FandomDesktop

Com a chegada do FandomDesktop ontem, muitos de vocês que optaram por começar agora a usar ela, podem perceber que a wiki tá meio estranha, e realmente está, estou trabalhando para resolver isso, por isso, peço paciência. Obrigado.

Leia mais sobre a FandomDesktop aqui.

E a wiki terá uma drástica mudança de aparência, por isso não estou tão ativo como eu era antes, obrigado novamente pelo seu tempo!

LEIA MAIS

Attack on Titan Wiki
Advertisement
Attack on Titan Wiki
  • Manga
  • Anime
  • No Regrets manga
  • Junior High/High School manga
  • Spoof on Titan manga
  • Chibi Theater anime
  • Junior High anime
Quote1 Eu não sei a resposta para isso. Nunca tenho. Se eu confiei em mim mesmo ou nas escolhas de meus companheiros, não tinha como dizer como as coisas acabariam. Então, faça o melhor que você pode e escolha aquela que você menos se arrepende. Quote2
— Levi pede para Eren agir[1]


Levi Ackerman (リヴァイ・アッカーマン Rivai Akkāman?) frequentemente de maneira formal chamado por Capitão Levi (リヴァイ兵長 Rivai Heichō?), é o capitão de esquadrão (兵士長 Heishichō?) do Esquadrão de Operações Especiais dentro da Divisão de Reconhecimento, e é dito como ser o soldado mais forte da humanidade.[2]

Aparência[]

Levi Chara Design

Aparência de Levi

Levi tem cabelos pretos, curto, liso e estreito cortado embaixo, olhos azuis maçantes estreitos e intimidantes com círculos escuros sob eles e um rosto enganosamente jovem. Ele é bem pequeno, mas sua musculatura física é bem desenvolvida graças ao uso extensivo do DMT. Ele geralmente está carrancudo ou sem expressão; isso, além de ter um comportamento extremamente calmo, torna difícil para outras pessoas adivinharem o que está pensando.

Ele é frequentemente visto utilizando seu uniforme da Divisão de Reconhecimento com uma camisa de botões cinza-claro por baixo junto da marca registrada de ascot branco. Quando sai em expedições para fora das Muralhas, ele veste o manto verde com capuz da Divisão de Reconhecimento. Quando forçado a sair do campo de batalha devido a ferimentos, Levi é visto em terno preto, camisa branca lisa, ascot e sapatos sociais.

Personalidade[]

Levi the cleaner

Levi e sua obsessão por limpeza

Levi é descrito como um "maníaco da limpeza" por aqueles que o conhecem pessoalmente, como ele prefere que seu ambiente e a si mesmo estejam completamente limpos. Ele é avesso a ter si mesmo ou seus equipamentos sujos, é conhecido também por limpar suas lâminas sujas de sangue enquanto ainda está no campo de batalha. No entanto, ele não hesitará em tocar na sujeira caso julgue necessário.[3]

Tirando sua preocupação com limpeza, Levi é abrasivo e não muito amigável. Ele raramente demonstra emoções, dando uma impressão fria para os outros. Sua maneira de falar tende a ser precisa e insultuosa, seus comentários são frequentemente grosseiros ou inapropriados, e ele não deixa de provocar ou menosprezar aqueles que se opõem ou o irritam. Seu senso de humor tende a ser insultuoso, vulgar e sombrio. Tudo isso o torna perturbador para outras pessoas.

Levi talks to the merchants

Levi insulta os mercantes

Em sua vida criminal, quando vivia na cidade subterrânea, Levi recusava ordens de qualquer um (como Petra Rall comenta para Eren Jaeger).[4]Contudo, após entrar na Divisão de Reconhecimento, começou a ter um grande respeito por Erwin Smith, que segue ordens por vontade própria, acreditando que ele possua uma ótima tomada de decisão para os Membros do Esquadrão de Reconhecimento. Ele também apresenta uma grande confiança nos seus subordinados.

No entanto, sua obediência é estritamente limitada para indivíduos que ele respeita, o mesmo não tem problemas em mostrar desprezo por autoridades que não estão em seu entorno. No tribunal do Eren, insultou os mercantes chamando-os de "porcos" e disse para a Polícia Militar que não eram competentes o suficiente para tomar conta de Eren.[5] Ele até mesmo disse de maneira sarcástica para se juntarem a Divisão de Reconhecimento, o que os fizeram recuar. Ele abertamente sente rancor pelos Policiais Militares pelas contínuas tentativas de rebaixar o Esquadrão de Reconhecimento, e também presumivelmente por conta da sua vida criminosa que tinha antes de entrar para o esquadrão.

Mesmo que raramente seja mostrado, Levi tem senso de moralidade e empatia. Uma de suas características que o definem é o grande valor que ele coloca em proteger a vida humana: isso é especialmente revelado quando descobrem que os titãs foram humanos algum dia. Pensar que esteve matando seres humanos inconscientemente todos esses anos o perturba muito. Ele odeia mortes desnecessárias e pede a seus subordinados que usem seu julgamento para tomar decisões que não lhes custem a vida.

Levi beats up Eren

Levi espanca Eren no tribunal

Por conta de estar numa profissão perigosa e seus valores pessoais, ele se importa muito com a vida de seus subordinados. Quando ordenado a recuar para a Muralha Rose no final da desastrosa 57ª missão de escolta exterior, Levi estava visivelmente angustiado por conta de muitos dos seus soldados terem morrido por uma missão sem descobertas. Assim que entram novamente na muralha, Pai da Petra se aproxima e fala alegremente sobre sua filha e como o seu respeito por Levi é inabalável. Sem que ele soubesse, sua filha acabara de ser morta; Levi permaneceu em silêncio, por estar cheio de mágoas preferiu não respondê-lo.[6] Embora não fosse por maldade, ele estava disposto a recorrer à violência para salvar Eren de seu tribunal. Depois disso, fez questão de perguntar a Eren se estava ressentido pela surra que levou.[5] Levi também estava claramente afetado pelas perdas do seu time original do Esquadrão de Operações Especiais pelas mãos de Annie Leonhart. Declarou também que carrega o desejo de seus falecidos companheiros, junto de seu rancor pelos Titãs que o motiva a continuar lutando.[3] Levi arriscou sua vida contra a Titã Fêmea para recuperar Eren de sua boca e proteger a Mikasa, que tinha ido atrás dela de forma imprudente por vingança. Ele teve um ferimento na perna ao fazer isso.[6]

Levi's charge

Comportamento de Levi batalhando contra Titãs

Enquanto Levi demonstra empatia e lealdade com seus subordinados, não mostra piedade com os Titãs, os abatendo de maneira indiscriminatória e sem diferença. Quando lida com titãs, percebe que são inimigos da humanidade. Levi é capaz de se comportar de maneira sádica, e até mesmo vingativa. Por exemplo, quando a Titã Fêmea foi capturada, Levi lhe disse que gostou de ver ela sofrer e descreveu de maneira calma e detalhada como pretendia mutilar seu corpo humano.[7]

Apesar de suas habilidades estarem num nível completamente diferente de qualquer outro soldado humano vivo, ele não se gaba por isso, até por que sabe por experiência própria que nenhum soldado humano é imortal. Alguns dizem que baseado em suas conquistas, somente ele pode fazer certas missões por ter provado ser capaz de fazê-las.

Tirando sua obediência por Erwin, ele prefere trabalhar de forma independente. Muitos de seus abates são solo, realizado com pouca coordenação direta com outros soldados (devido a ele normalmente ordenar que cacem titãs nas proximidades). Embora ele seja admirado por muitos e não hesita em dar ordens, ele não se vê como um líder como Erwin é. Ele não vê muito sentido em usar a hierarquia, permitindo que seus subordinados tomem suas decisões assim que a oportunidade aparecer.

História[]

Levi nasceu de sua mãe Kuchel Ackerman, uma prostituta do subterrâneo que ficou grávida de um de seus clientes. Certo dia, Kenny Ackerman, Irmão mais velho da Kuchel, foi a cidade para vê-la e descobriu que estava morta. Ali, ele achou Levi, um jovem sórdido sentando em frente à cama de sua mãe.[8]

Levi with Kenny in the Underground

Levi foi criado por Kenny no subterrâneo quando criança

Em uma rara demonstração de compaixão, Kenny decidiu tomar conta dele. Kenny ensinou Levi da melhor maneira que pôde: ensinando habilidades com faca, lábia, e um comportamento agressivo. Levi também aprendeu como utilizar sua própria força interior que ele possuía como um membro da Família Ackerman.[8]

Certo tempo passou e eventualmente Kenny ensinou tudo o que sabia. Contudo, ele não se considerava uma boa imagem paterna. Um dia, na cidade subterrânea, Levi começou uma luta que facilmente venceu. Naquele momento, Kenny decidiu o deixar para trás, satisfeito por ter ensinado Levi as habilidades que ele precisava para sobreviver.[8]

Levi eventualmente conheceu Furlan Church. Furlan decidiu testar a força de Levi o colocanto numa batalha contra um grupo de bandidos. Seu plano era ver se Levi tinha capacidade de entrar para seu grupo de bandidos, e ele ficou surpreso por ver Levi derrotando todos eles sozinho. Ambos ficaram amigos e começaram uma gangue juntos.[9]

Isabel on the ground

Levi encontra Isabel pela primeira vez

Depois de um dos vários roubos que fizeram com a gangue, Furlan foi encarregado de dividir os lucros do serviço para seus camaradas. Sabendo que Yan teve um ferimento na perna e precisaria de um dinheiro extra para comprar remédios, Furlan deu um pagamento maior que o dos outros participantes. Percebendo isso, Levi questionou Furlan do porque ele estaria recebendo um tratamento preferencial. Durante sua explicação, Furlan foi interrompido pela chegada de uma jovem garota na entrada de seu esconderijo. Vendo que ela foi perseguida, eles os espantam e Isabel diz que estava levar um passarinho até a superfície. Por isso ela tentou subir sorrateiramente as escadas. Vendo que dois deles fazem assaltos usando DMT, ela pede para que possa se juntar a eles. Levi aceita o pedido dizendo que primeiro ela deveria aprender a como limpar.[9]

Depois de estar treinada e liberta o passarinho, os três se aproximam do serviço. Seu pagamento foi adiantado por conta do tratamento de seu amigo aleijado Yan, que já foi levado para uma clínica da superfície. Levi vê o acordo como seu cliente tendo um refém, em vez de oferecer pagamento, oferece o direito de viver na superfície, amenizando a negociação.[9]

Enredo[]

Arco de Uma Escolha sem Arrependimentos: Parte Um[]

Isabel, Levi, and Furlan ready for the job

Levi, Isabel e Furlan se preparam para o próximo assalto

Como o trio se prepara para o golpe, Furlan fala para Levi que confirmou a identidade do rapaz oferecendo o trabalho e que Yan está seguro em uma clínica de primeira. Esse é o verdadeiro acordo. Levi fala para seus companheiros de equipe para agirem normalmente e se o alvo aparecer, eles começam o serviço.[9]

Logo após o início do golpe, o trio é perseguido por mais tempo do que o comum pelos policiais militares. Levi reconhece as Asas da Liberdade e que os novatos são da Divisão de Reconhecimento. O trio se separa e Levi tenta desviar de seus perseguidores mergulhando dentro de uma construção e saindo por uma janela diferente. Ele luta contra Miche Zacharius até que sua batalha seja interrompida pela chegada de Erwin Smith. Ambos olham para Erwin Smith e ele diz para Levi dar uma olhada a sua volta. Levi observa que Isabel e Furlan foram capturados e desiste relutantemente.[9]

Levi and Erwin make a deal

Erwin oferece um acordo para Levi

O trio é acorrentado nos pulsos enquanto Erwin os interroga sobre onde conseguiram seus equipamentos de mobilidade e seu treinamento. Ele reconhece Levi como o líder e pergunta se já foi militar alguma vez. Quando ele não responde, Miche segura sua cabeça e bate numa poça suja. Vendo o mau tratamento de Levi, Furlan insiste que aprenderam sozinhos.[9]

Erwin oferece um acordo a Levi. Ele não terá seus crimes consigo se entrar na Divisão de Reconhecimento. Se Levi recusar, serão deixados para os Policiais Militares, que seja dificilmente os tratará bem. Depois de um momento considerando a oferta, Levi aceita.[9]

Arco de Uma Escolha sem Arrependimentos: Parte Dois[]

Levi and Erwin cross paths

Levi pensa em matar Erwin

Levi e seus amigos são designados para o esquadrão do Flagon. Seu novo comandante de esuqadrão não encontra um deles e fala para manterem o quartel limpo, implicando que por virem do Subterrâneo sujo poderia ser um conceito desconhecido para eles. Levi quase perde sua paciência, mas Furlan o interrompe e pede para não brigar com Flagon. Também lembra Levi que eles não querem fazer alvoroço. Os três foram intencionados a serem capturados e recrutados como parte do serviço para seu cliente. Eles estão lá por dois motivos: Tirar um documento da posse de Erwin Smith e eliminá-lo.[10]

Eles passam pelo treinamento como parte de sua camuflagem. Embora Flagon inicialmente não aprovasse a maneira que Levi segura sua lâmina voltada para trás, Levi prova ser extremamente competente com seu estilo não ortodoxo. Contudo, o trio não teve sorte em achar o documento e concluem que Erwin possa estar guardando algo tão importante em seu próprio corpo em todo o tempo. A próxima expedição poderia ser a melhor hora para roubar o documento e matar o Erwin, pois o restante da divisão de reconhecimento estará ocupada com os Titãs, mas Levi fala para seus amigos ficarem atrás. Nenhum deles havia batalhado com Titãs anteriormente e poderia ser perigoso.[10]

Arco de Marley[]

Levi participa da infiltração em Marley e da invasão subsequente em Liberio. Após o Titã da Mandíbula emboscar Eren, Levi corta sua mandíbula, impedindo-o de morder a nuca de Eren. Levi e os outros soldados do Reconhecimento se preparam para acabar com isso,[11] mas a Unidade Panzer do Titã Carroceiro os ataca e os leva de volta. Percebendo a chegada repentina do Titã Bestial de Zeke Jaeger, Levi ordena que os soldados sobreviventes se reagrupem.

Levi está de prontidão enquanto o Titã Bestial envia destroços para a área circundante. Ele observa enquanto o Titã o chama para sair, e depois o embosca cortando rapidamente sua nuca, derrubando-o. Levi joga uma bomba na nuca do Titã e detona-a.[12]

Referências[]

Advertisement