Attack on Titan Wiki

FandomDesktop

Com a chegada do FandomDesktop ontem, muitos de vocês que optaram por começar agora a usar ela, podem perceber que a wiki tá meio estranha, e realmente está, estou trabalhando para resolver isso, por isso, peço paciência. Obrigado.

Leia mais sobre a FandomDesktop aqui.

E a wiki terá uma drástica mudança de aparência, por isso não estou tão ativo como eu era antes, obrigado novamente pelo seu tempo!

LEIA MAIS

Attack on Titan Wiki
Advertisement
Attack on Titan Wiki
  • Manga
  • Anime
  • Junior High/High School manga
  • Spoof on Titan manga
  • Chibi Theater anime
  • Junior High anime
Artigo
Galeria
Quote1 Não acredito, um olho só?! Ela curou só um olho para ir mais rápido! Ela pode... fazer isso? Quote2
— Petra em suas últimas palavras[1]

Petra Rall (ペトラ・ラル Petora Raru?) era uma soldada da Divisão de Reconhecimento e escolhida a dedo pelo Capitão Levi para o Esquadrão de Operações Especiais.

Aparência[]

Petra era uma mulher relativamente baixa, com cabelos ruivos claros na altura dos ombros, com franja puxada para o lado esquerdo e olhos cor de âmbar.

Ela usava o uniforme típico de um membro do Reconhecimento com uma camisa de botões branca por baixo.

Personalidade[]

Petra era uma mulher gentil e atenciosa que cuidou e guiou Eren Jaeger quando ele foi admitido no esquadrão e ela parecia ter agido como uma espécie de figura de apego para Eren no esquadrão de Levi Ackerman, já que era ela quem se preocupava com ele . Embora todo o esquadrão de Levi desejasse (e exigisse, até certo ponto) a confiança incondicional de Eren, foi Petra quem o convenceu a fazê-lo.

Ela admirava Levi como capitão e se preocupava profundamente com seu time, mas estava em conflito com Oruo Bozad, devido à tendência dele de imitar Levi.

Apesar de sua natureza gentil, Petra era uma soldada condicionada com um tempo de reação rápido contra o perigo percebido. Ela demonstrou extrema lealdade a seus líderes, superiores e suas ordens, mas também foi vista protegendo o capitão Levi, como na vez em que Eren acidentalmente se transformou em meio Titã, e ela exigiu que ele se afastasse de Eren.

Ela também mostrou o maior remorso sobre sua reação à transformação acidental de Eren. Junto com seus colegas, ela mordeu a mão assim como Eren, significando que eles estabeleceram um vínculo.

Enredo[]

Ilse's Notebook: Notes from a Scout Regiment Member[]

Durante a 49ª expedição além das Muralhas, Petra e Oruo Bozad ouvem o pedido de Hange Zoë para capturar um Titã vivo ser rejeitado por Erwin Smith enquanto eles cuidavam do equipamento do regimento. Oruo insulta o Comandante de Seção antes de partir e Petra começa a criticar Oruo por seu comportamento imaturo. Ela é interrompida por Eld Gin, que ordena que ela continue a encher os tanques de gás de seu DMT.

Quando Hange foge do regimento para perseguir um Titã por conta própria, Erwin envia o esquadrão de Levi para manter Hange segura. Eles perseguem o Titã até uma clareira onde ele é morto, e Petra percebe o corpo sem cabeça de um soldado do Reconhecimento, aparentemente guardado em uma árvore próxima pelo Titã que eles estavam perseguindo.

Após a expedição, Petra acompanha Oruo enquanto ele vai se desculpar com Hange por insultá-los durante a expedição.[3]

Arco da Batalha por Trost[]

Petra trying to save comrade

Petra tentando salvar seu companheiro

Durante uma missão de reconhecimento fora da Muralha Rose, Petra, Eld Gin e Gunther Schultz agem como reforços para Levi Ackerman quando ele vai resgatar um soldado que foi capturado por um Titã. Petra é deixada para cuidar dos ferimentos do soldado enquanto seus companheiros lutam contra os Titãs, mas ela é incapaz de parar o sangramento. Ela ajuda Levi a confortar o homem enquanto ele morre e garante a Levi que o soldado ouviu suas palavras antes de morrer.[4]

Arco da Véspera do Contra-Ataque[]

Depois que o da batalha no Distrito de Trost, há um julgamento para decidir o destino de Eren Jaeger e termina com Eren se juntando ao Reconhecimento, e o Esquadrão de Operações Especiais é designado para cuidar de Eren. Petra, junto com o resto do esquadrão, acompanha Eren ao antigo QG do Reconhecimento, que agora servirá como um esconderijo para Eren. Como o esconderijo não tem uma boa manutenção, Levi ordena que todos comecem a limpar. Durante a limpeza, Petra bate um papo com Eren, alegremente observando a desconexão entre a imagem de Levi que o público tem e como o homem realmente é.

Mais tarde naquele dia, enquanto o esquadrão discute a próxima expedição, Hange Zoë chega e Eren pede a eles para explicar seus experimentos com Titãs. Petra e o resto saem rapidamente da sala, já dolorosamente familiarizados com os longos discursos de Hange sobre Titãs.[2]

No dia seguinte, Petra, junto com o resto dos soldados, chega à cena do crime após ser notificada sobre os assassinatos de Sawney e Beane.[2] Ela está entre os soldados do Reconhecimento presentes quando Erwin tenta recrutar cadetes para o regimento. Durante o discurso de Erwin, Petra e Miche Zacharius apresentam um diagrama do caminho do distrito de Calaneth a Shiganshina que o regimento levará aos possíveis recrutas.[5]

Levi encontra uma maneira de conter Eren em sua forma de Titã sem matá-lo, permitindo que Hange execute experimentos nele, que Petra e o resto do esquadrão monitoram. Eren é incapaz de se transformar por algum motivo, mas depois aciona sua transformação ao tentar pegar uma colher de chá. Petra e o resto de seus companheiros de esquadrão imediatamente se preparam para matar Eren, acreditando que ele os traiu, mas Levi os mantém afastados.[6] Mais tarde, Hange revela a todos o segredo por trás da transformação de Eren. Percebendo seu erro, Petra e outros mordem as mãos como forma de punição, mostrando que podem confiar um no outro.[7]

Arco da 57ª Expedição para fora das Muralhas[]

The Female Titan is back

A Titã Fêmea aparece atrás do Esquadrão Levi

Um mês depois, Petra faz parte da expedição que segue para o território Titã.[5] Conforme o tempo passa, a notícia de um Titã misterioso matando os soldados chega ao Esquadrão Levi assim que Petra e outros testemunham o sinal de fumaça negra, sabendo que um Titã anormal está perto de sua posição.[8] Eventualmente, eles entram na floresta. Eren Jaeger questiona isso, mas então percebe que Petra e outros também não sabem o que está acontecendo. Naquele momento, a misteriosa Titã Fêmea chega a sua localização.[8] Enquanto estão sendo perseguidos, Petra e os outros soldados do esquadrão imploram ordens a Levi, propondo-se a derrubar o Titã enquanto ele abate os reforços por trás. Levi, no entanto, apenas atira um sinalizador sonoro para acalmá-los, lembrando-os de seu trabalho. Eren se vê incapaz de cumprir as ordens enquanto observa mais soldados serem mortos. Suas intenções ficam claras quando ele está prestes a morder a mão. Levi diz a ele para escolher se ele acredita em si mesmo ou na equipe.[6] Eren decide ir com o esquadrão, e quando o Titã está prestes a alcançá-los, eles chegam à localização de Erwin e outros soldados que conseguem prender a Titã Fêmea, para surpresa de Petra e do esquadrão. Eles então se gabam para Eren, alegando que é graças ao poder do Reconhecimento que eles conseguiram capturar seu inimigo.[7]

Depois disso, Eld Gin e outros discutem a decisão de Erwin de não contar aos soldados sobre o plano. Eren se pergunta por que nem mesmo os soldados de elite foram informados sobre isso, irritando Petra e Oruo Bozad, mas Eld concorda com Eren, afirmando que Erwin deve ter tido um motivo. Eles percebem que, se respondessem à misteriosa pergunta de Erwin naquela época, provavelmente seriam confiáveis o suficiente para entrar na operação.[7]

Depois, o pelotão começa a recuar para seus cavalos, quando um sinalizador os leva para fora do curso. Eles são emboscados por uma pessoa desconhecida que mata Gunther Schultz[7] antes que ele se transforme de volta em sua forma de Titã. Eren recebe ordens de fugir enquanto os membros sobreviventes do esquadrão enfrentam o Titã na batalha. Petra e os outros inicialmente têm a vantagem, já que cegaram a Titã Fêmea com o gás do DMT e aleijaram seus braços, tornando-os inúteis. Mas quando Petra e Eld se movem para matar, o Titã de repente regenera um único olho (demonstrando uma capacidade anteriormente desconhecida de concentrar a cura em menos partes do corpo para acelerar o processo regenerativo como uma tática defensiva) e morde Eld ao meio, matando ele.[1]

Petra's corpse

Cadáver de Petra

Paralisada pelo choque e apesar dos apelos de Oruo, Petra é incapaz de reagir a tempo ao chute da Titã Fêmea, no qual a Titã Fêmea quebra a coluna de Petra e ela a joga contra uma árvore.[1] Seu cadáver é visto por Levi Ackerman com uma expressão silenciosa quando ele rastreia a Titã Fêmea e Levi liberaria sua fúria mais tarde, enquanto lutava com a Titã Fêmea.[9]

Petra's body

O cadáver de Petra é jogado

Durante a retirada do Reconhecimento da 57ª expedição, os Titãs perseguem os soldados sobreviventes. Para escapar, Levi ordena que as tropas abandonem os corpos dos mortos para que o peso seja retirado dos vagões e eles possam ir mais rápido. Um dos corpos que são eliminados é o corpo de Petra, de quem Levi estava cuidando.[9] Quando o Reconhecimento retorna à muralha Rose para enfrentar os civis, é finalmente revelado pelo pai de Petra que ela tinha uma profunda devoção por Levi e pretendia sacrificar sua vida por ele.

Legado[]

Arco do Governo Real[]

Ao falar com Historia Reiss sob a Capela Subterrânea, Eren Jaeger menciona Petra como uma das vítimas que ele e Grisha Jaeger são responsáveis por matar ao roubar o poder do Titã Fundador.[10]

Arco do Retorno a Shiganshina[]

Durante a Batalha do distrito de Shiganshina, quando Erwin Smith começou a lamentar as esperanças cada vez menores de seu sonho, Petra está entre vários companheiros caídos do Reconhecimento na mente de Erwin, querendo saber se suas mortes tinham significado.[11]


Petra em combate[]

Petra in combat

Petra em combate

Petra era uma soldado habilidosa e experiente usando o DMT e tinha um alto recorde de mortes de Titãs (58 Titãs mortos, 48 em equipe e 10 sozinha), sendo um dos mais altos conhecidos no anime até agora.[2] Por esse motivo, ela foi escolhida a dedo por Levi Ackerman para fazer parte do Esquadrão de Operações Especiais. Sua coordenação com Oruo Bozad e Eld Gin foi quase perfeita, já que eles estavam perto de derrotar a Titã Fêmea por conta própria.


Relacionamentos[]

  • Levi Ackerman - Petra foi a única mulher escolhida a dedo para fazer parte do Esquadrão de Operações Especiais por Levi, que expressou grande admiração por seu capitão e criticou Oruo Bozad por imitá-lo. Ela notou que muitas pessoas ficam surpresas ao realmente conhecê-lo e admitiu que ele não vive à altura da lenda do 'Soldado mais forte da humanidade' devido a suas muitas peculiaridades e falhas de personalidade. Foi revelado após sua morte que ela escreveu a seu pai sobre seu desejo de se dedicar completamente a Levi. A proximidade de Petra com Levi e o que ela expressou em sua carta levaram seu pai a acreditar que ela estava o considerando para se casar.
  • Eren Jaeger - Inicialmente, Petra estava inquieta perto dele e puxou suas espadas para ele quando ele acidentalmente se transforma. No entanto, depois de saber que foi um erro, ela se desculpa por seu comportamento e morde a própria mão para reconhecê-lo como um colega. Ela rapidamente o colocou sob sua proteção e agiu como uma figura quase maternal durante seu mês com o Esquadrão de Operações Especiais. Durante a missão na floresta, ela repetidamente pediu a ele para colocar sua confiança completamente em seus companheiros, onde ela desejava que ele acreditasse nela e a morte de Petra afetou profundamente Eren.
Petra and Oluo in combat

Petra e Oruo trabalhando juntos

  • Oruo Bozad - Petra e Oruo estavam relacionados em desacordo, muitas vezes brigando um com o outro. Ela criticou muito suas manias de imitar Levi e exigiu que ele parasse. Ela também afirmou que ele deveria arrancar a língua com uma mordida e morrer. No entanto, por trás dessa aparente hostilidade havia um forte vínculo de confiança nascido de suas muitas missões juntos. Ele também disse a Petra: "Você ainda está longe de se adequar à minha esposa". Seu horror após a morte dela e como de imitar o homem que ela admirava melhora que ele pode ter nutrido sentimentos por ela.
  • Eld Gin e Gunther Schultz - Como colegas, Petra tinha grande fé neles e se importava profundamente com seus companheiros. Ela ficou furiosa depois que Gunther foi assassinado e desafiou repetidamente a Titã Fêmea enquanto jurava vingança. A morte de Eld da mesma forma a sacudiu e a fez entrar em pânico e congelar, o que acabou levando à sua morte.

Assassinatos[]

Tentativas[]

Curiosidades[]

  • O nome Petra é de origem grega, escrito "Πέτρα" e o significado é "pedra, rocha".
    • É também o nome de uma antiga cidade da região que hoje é a Jordânia.
  • De acordo com Eld Gin, Petra chorou e se ''borrou'' durante sua primeira missão com o Reconhecimento.[7]
  • Petra escreveu uma carta sobre seu desejo de se dedicar completamente a Levi Ackerman, o que sugere que ela pode ter tido sentimentos românticos por ele até sua morte.
  • Hajime Isayama afirmou que Petra e Oruo Bozad eram da mesma turma de cadetes.[12]
  • Petra tem uma canção no álbum Shingeki no Kiseki do Linked Horizon chamada Souyoku no Hikari (A Luz de Duas Asas), que canta sobre seus sentimentos por Levi.

Referências[]

Navegação[]

Advertisement